---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Alunos da EEB Hélio Wasum comemoram resultados do Projeto Proteger

Publicado em 06/11/2018 às 15:17 - Atualizado em 07/11/2018 às 08:34

Termina nesta semana o projeto social que movimentou os jovens de Sul Brasil nos recentes 12 meses. O Projeto Proteger foi idealizado pela Rede de Atendimento à Criança e Adolescente (CMDCA), aprovado pela Fundação Itaú Social e desenvolvido por diversos profissionais de diferentes áreas em conjunto com o público alvo que foi os adolescentes e jovens do Ensino Médio da EEB Hélio Wasum.

O tema central da ação foi a conscientização sobre o uso abusivo do álcool, mas o projeto também desenvolveu a liderança, o trabalho em equipe e outros benefícios para a formação humana dos alunos. O aluno Marcos Andrade comentou a reação dos participantes. “Sul Brasil tem um pouco menos de 3 mil habitantes e esse projeto chegou de uma maneira bem grandiosa para  nossa escola. Estamos todos contentes com o resultado que envolveu os alunos na organização de muitas atividades e provamos que somos capazes de melhorar nossa comunidade”, destacou o aluno.

A despedida do projeto ocorreu na noite de quinta-feira, 1, quando a coordenadora do projeto, Adriane Hammerschmitt, e a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Simone Rottava Ferrari, conversaram com a equipe de alunos coordenadores. Na ocasião agradeceram o crédito dado pela Fundação Itaú Social, parabenizaram todos os profissionais que se relacionaram com o projeto e enobreceram a parceria com os alunos no desenvolvimento das atividades.

Motivação do projeto

O consumo abusivo de álcool por adolescentes é um problema presente em toda região e como medida preventiva, protetiva e de promoção o CMDCA de Sul Brasil elaborou e cadastrou o Projeto Proteger na Fundação Itaú Social e teve aporte financeiro de R$ 39.676,00 para o desenvolvimento da ação durante o ano de 2018.

As atividades ocuparam o campo das informações que buscaram conscientizar sobre o uso de álcool em excesso, deram liberdade para que os alunos organizassem duas sessões de cinema, uniformizou e deu uma agenda permanente aos alunos, ofereceu excursão regional e diversas atividades.

A presidente do CMDCA comenta que o pedido de renovação do projeto já foi apresentado à Fundação Itaú Social e que há expectativa para que Sul Brasil continue a ação social.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar