---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Escolas tem atividades com o Projeto Proteger

Publicado em 03/07/2019 às 10:53 - Atualizado em 03/07/2019 às 10:53

O Projeto Proteger esteve em ação na semana passada em duas escolas. Foi desenvolvido uma atividade nas Escolas de Educação Básica Hélio Wasum e São João Bosco. O projeto é desenvolvido pela Rede de Atendimento da Criança e Adolescente, com o apoio do governo municipal de Sul Brasil.

Na terça-feira (25), com a Escola de Educação Básica Hélio Wasun, as atividades foram desenvolvidas nos três turnos: manhã, tarde e noite. E, na quarta-feira (26), foi trabalhado com a Escola de Educação Básica São João Bosco, na comunidade de Alto Recreio, pela manhã e a tarde.

No 6º ano foi feito uma árvore do futuro, do 7º ao 9º ano foi feita uma atividade com um puxa-conversa, uma espécie de jogo terapêutico, e com o ensino médio uma oficina do futuro.

Todos os alunos produziram uma carta para eles mesmos. O objetivo é que possuam ela até final do ano. A carta foi recolhida pelos professores e será entregue a eles novamente no final do ano letivo.

A coordenadora do projeto, Adriane Hammerschmitt, explicou o método de trabalho realizado nessas atividades. “Foi falado, de maneira lúdica e participativa, sobre sonhos, metas, objetivos, perspectiva de vida e como o uso abusivo do álcool poderia atrapalhar esse processo de conquista dos adolescentes”.

Aproximadamente 250 alunos das duas escolas participaram das atividades, coordenadas pela rede de atendimento.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar